Festival de Teatro de Pinhais conta com a participação de 240 atores

Durante a organização do Festival, os grupos inscritos tiveram a oportunidade de participar de 10 oficinas
Prefeitura de Pinhais

Teve inicio no último sábado (14) a quarta edição do Festival de Teatro Amador Estudantil de Pinhais. A solenidade contou com a presença do prefeito Luizão Goulart, que enfatizou: “Estamos oferecendo boas opções culturais na cidade e fomentando cada vez mais a arte como ferramenta de interatividade e conhecimento”. 

A programação deste ano conta com 240 atores, técnicos, diretores e produção; 21 Espetáculos, dos quais 12 participarão da mostra competitiva e 9 da mostra paralela. Os destaques da mostra paralela são: GRUPO ÁGUA VERDE (formado por idosos) com a peça: Jorge Dandin e o retorno do Grupo Teatral Aquarela com a peça: A Herança.

Durante a organização do Festival, os grupos inscritos tiveram a oportunidade de participar de 10 oficinas de preparação técnica e artística, ministradas por profissionais e artistas convidados para esse fim.    O objetivo das oficinas é ofertar conhecimentos e  enriquecer a produção técnica e artística dos espetáculos.
Os espetáculos concorrem aos prêmios de melhor Direção, Improvisação, Interpretação, Cenografia, Iluminação, Sonoplastia, Figurino, Caracterização e Maquiagem, Expressão Vocal, Expressão Corporal. As apresentações seguem até o dia 21 de novembro.
LEGENDA FECAPI – As apresentações se estendem até o dia 21 de novembro

Destaque para a apresentação do grupo Omundô

24 de novembro- 20h
O grupo Omundô representa o desdobramento do Projeto Música dos Povos, uma iniciativa dos professores Plinio Silva e Liane Guariente junto a comunidade acadêmica - alunos e ex alunos - de todos os cursos ofertados pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP). O principal objetivo desse projeto de estudo é o de fomentar entre os participantes - vários deles oriundos de outras partes do país que trazem consigo experiências e vivências musicais distintas - a pesquisa e a prática, através de  releitura e arranjos próprios, de um repertório musical singular, que abrange temas instrumentais e vocais das mais variadas regiões do planeta.
Bandolim: Eduardo Mercury. Cavaquinho: Cássio Menin. Contra baixo elétrico: Eduardo Mello. Flautas: Fabiolle Longhi, Igor Dallegrave, Marianna Helena, Mariana Zibetti. Percussão: Fábio Macedo, Álvaro Felipe Mery Aburto. Viola Caipira: Gabriela Bruel. Violinos: Anna Rachel, Raiza Rodrigues. Violões: Daniel Amaral, Isaac Dias. Violoncelo: Noélle Bonacin. Vocal: Alysson Siqueira, Amanda Costa da Silva Sousa, Ana Letícia Zacharias dos Santos, José Arimatéia Almeida, Karla F. Izidro, Larissa Maris Lima de Andrade, Maria Lúcia de Faria, Mariana Gomes Godinho de Catrso, Natalia Arezo Bermudez, Pauline Roeder, Rodrigo Luis de Queiróz Mendes, Tatiana Cristina Luiz.

Direção vocal: Liane Guariente
Direção instrumental: Plínio Silva

Direção geral: Plínio Silva


Compartilhe:

Deixe seu comentário

(não será publicado)

* campos obrigatórios